domingo, agosto 31, 2003

019. JÁ ESTOU NA MINHA TERRA! 

É uma alegria quando deixo a IP3 em direcção à minha aldeia.
Chega-me logo um cheirinho... (igual ao do Jacinto, de "A Cidade e as Serras" de Eça de Queirós, lembram-se?).
A estrada, desde o alto da Formiga, é ladeada por árvores centenárias que nos cumprimentam à chegada. Algumas já são saudade, morreram por doença ou por malvadez humana.
Chego ao coração de Vila Deanteira - o Jardim Silva Carvalho. Estou em casa!

018. AS PEGADAS DE DINOSSÁURIOS DA PRAIA GRANDE 

É verdade!
Subimos a íngreme escadaria ao longo das imponentes camadas calcárias que se levantam verticalmente da praia em direcção ao céu.
Os degraus foram recentemente recuperados, graças ao empenho do senhor que usa gravatas com dinossáurios, o Professor Galopim de Carvalho; ao longo da subida, desfilaram em frente aos nossos olhos pegadas de dinossáurios com cerca de 120 milhões de anos.
São pegadas deixadas por saurópodes, dinossáurios herbívoros quadrúpedes, de pescoço e cauda compridos, bem como por carnívoros bípedes denominados terópodes, este últimos responsáveis por pegadas tridáctilas com evidências de garras afiadas.
A paisagem do cimo da falésia é magnífica. As ondas correm em longos cordões, incessantes, espalhando-se exaustas pela areia. Nos últimos dias, os participantes na 8.ª edição do Mundial de Bodyboard têm brincado nelas. Até amanhã não há tempo para eles pensarem em pegadas com 120 milhões de anos.

sábado, agosto 30, 2003

017. BOA TARDE, SR. PRESIDENTE! 

O nosso Presidente, Dr. Jorge Sampaio, cruzou comigo e com a minha família em Sintra. Vi-o ainda vinha longe. Caminhava e conversava com um amigo. Vestia desportivamente. Nem sombras de seguranças por ali.
Ao vê-lo, ainda ao longe, pensei... não há-de querer intimidades, olhares. E foi nesta perspectiva que avancei.
Quando cruzámos, olhei, numa fracção de segundo, para ele. Ele também olhou e quis cumprimentar.
Eu não estava à espera da sua simplicidade (...mas como não deveria estar à espera se ele sempre foi o meu Presidente!). Foi tudo muito rápido. Não o cumprimentei.
Eu, que soube desde cedo explicar aos meus filhos a simbologia da nossa Bandeira e do nosso Hino, eu que desde cedo expliquei aos meus filhos que não se ouve o nosso Hino sem estar em sentido... não cumprimentei o nosso Presidente da República.
Já é tarde e V. Ex.ª nunca lerá este post... mas "Boa Tarde, Senhor Presidente!"

segunda-feira, agosto 25, 2003

016. PRAIA GRANDE 

Em pequeno nunca fui à praia. Da minha, agora longínqua, Vila Deanteira ninguém ia.
Só se fosse numa excursão de fim-de-semana até à Figueira da Foz para apanhar um escaldão.
Quando jovem livre e disponível, a praia nunca constituiu para mim uma prioridade. Nunca achei piada imitar os frangos de churrasco, vira para um lado vira para o outro. Ainda para mais, nunca tive livros "de férias", só os de todos os dias e esses não dá para misturar com a areia e com o sal.
Agora vou à praia com a malta cá de casa.
Nunca tinha feito um castelo na areia, nunca tinha feito uma poça, chapinhado na água...
Graças aos meus filhos, estou a brincar aquilo que nunca brinquei.
Calma... já respondo à pergunta que muitos de vós me estão a fazer mentalmente. Sim. Já mostrei aos meus filhos as pegadas de dinossáurio da Praia Grande. Mas isso fica para outro post.

domingo, agosto 03, 2003

015. VOU DEIXAR A MINHA TERRA 

Está decidido! Parto por uns dias para Lisboa. Como vai ser bom revê-la, ao fim da tarde, de bordo de um cacilheiro! Em Lisboa haverá sítios onde eu possa postar?

sábado, agosto 02, 2003

014. AS MINHAS VIDEIRAS 

Esta manhã curei as minhas videiras.
Trato-as bem porque gosto de ter um bom vinho e de oferecer um copo a um amigo.
Hoje usei uma mistura de fungicidas para o míldio, para o oídio e para a podridão. É uma luta constante entre mim e os malvados dos fungos. Tenho-lhes dado uma coça.
Mas tive uma desilusão quando cheguei perto das videiras. O sol intenso e o calor dos últimos dias queimaram muitas das uvas.
Lembrei-me do camponês da "Romagem dos Agravados" de Gil Vicente:

- De que te queixas, vilão?
- De Deus, que é coisa provada
Que me tem grande tenção.
Vede vós? Eu, padre, digo
que chove quando não quero,
e faz um sol das estrelas,
quando chuva alguma espero.
Ora alaga o semeado,
ora seca quant´i há,
ora venta sem recado,
ora neva e mata o gado,
e a Deus tanto se lhe dá...


sexta-feira, agosto 01, 2003

013. OBRIGADO! 

Recebi vários emails de amigos meus a afirmarem-me que já há muito o blogue de Vila Dianteira teria atingido os 100 visitantes se o sitemeter não tivesse crises! Tão generosos estes meus amigos! Andam a ver muito o Blogue dos Marretas! São uns queridos! A sério!

012. 100! 

O nosso blogue atingiu as 100 visitas! Só são 1000 vezes menos que o Abrupto! Tal como o Carlos e o Ega no final de "Os Maias", também nós dizemos: - Ainda o apanhamos! Ainda o apanhamos!

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Site Meter


referer referrer referers referrers http_referer